REPRESENTAÇÕES DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE ESTUDANTES DE PEDAGOGIA

  • Sonia Bessa Universidade Estadual de Goiás, Campus Formosa, Formosa, Goiás, Brasil
  • Maria Aparecida Cagnoni

Resumo

Este estudo tem como objetivos investigar as representações sociais de estágio supervisionado de estudantes do 3º ano Pedagogia de instituição de Ensino Superior pública, do Estado de Goiás; analisar a contribuição da regência para a formação do futuro professor; identificar os aspectos negativos que os estudantes relacionam com o estágio e verificar se os mesmos percebem a relação das disciplinas metodológicas com a prática do estágio. Foi constituída amostra intencional de 25 estudantes do 3º ano de pedagogia. Com aporte teórico na teoria das representações sociais, foi utilizada metodologia mista: a técnica de evocação de palavras e a aplicação de questionário com questões sobre as expectativas dos estudantes e sua experiência no estágio. Para a análise de dados foi utilizado a técnica de redes semânticas naturais. O núcleo central da representação de estágio supervisionado são as palavras "aprendizagem" e "capacitação". O estágio para esses estudantes representa aprendizagem e capacitação. Eles se sentem capacitados para a tarefa de "ensinar". O estágio é uma experiência bem sucedida, embora apareçam expressões como "difícil" "sobrecarregado" "angústia", "desnecessário". Esses sentimentos negativos expressos tem um significado mais distante do núcleo central. O estágio seria algo difícil, mas necessário e que traz importantes contribuições a futura profissão docente. Os estudantes que já atuam no ambiente escolar como auxiliares de classe demonstraram maiores expectativas de aprendizagem no estágio. Esse trabalho oferece subsídios para conhecer as representações sociais de estudantes de pedagogia quanto ao estágio supervisionado.

Biografia do Autor

Sonia Bessa, Universidade Estadual de Goiás, Campus Formosa, Formosa, Goiás, Brasil

SONIA BESSA é doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, pós-doutora pela Universidade Federal do Triangulo Mineiro UFTM. Professora efetiva da  Universidade Estadual de Goiás - UEG. Atua como docente do curso de Pedagogia.  Membro do Laboratório de Psicologia Genética da Unicamp.

Publicado
2018-03-16