MIMÉSIS: conceito e exemplificação do texto literário em A Metamorfose de Franz Kafka

Gustavo Duarte de Oliveira

Resumo


 Mimésis é um termo oriundo do grego e significa a faculdade do homem de reproduzir, imitar. Na filosofia aristotélica, a mimésis representa os fundamentos da arte e Platão, por sua vez, cria ser tudo imitação, até mesmo que o universo é oriundo de uma imitação verdadeira, o mundo das ideias. Pensar em arte é pensar na faculdade humana de expressar simbolicamente o metafísico, o oculto, tudo aquilo que foge dos padrões da racionalidade. O presente artigo tem por objetivo discutir o conceito e a exemplificação da mimésis com o auxílio da obra literária A Metamorfose, de Franz Kafka. Na discussão, estão presentes as visões teóricas dos filósofos Aristóteles e Platão, como as questões dicotômicas entre real e ideal, criador e criatura e realidade e não realidade. Nós, leitores, compreendemos que a realidade de uma obra literária é ficcional, mas essa ficção, de certa forma, é oriunda de uma realidade, a de quem escreve. A reflexão proposta é fundamentada em leituras e pesquisas acerca do conceito mimésis, discutido por Aristóteles em seu livro A poética Clássica e a respeito da literariedade do texto, temos como fonte bibliográfica o livro Manual de Teoria Literária (1985), organizado por Rogel Samuel. Neste livro, Manuel Antônio de Castro, autor do artigo “Natureza do fenômeno literário”, explica que um texto ao ser analisado pelos olhos da teoria literária, deve ser abarcado por conceitos filosóficos como o questionamento da sua natureza e da sua essência, assim, somado à discussão a respeito de uma expressão mimética, discute-se a questão de literariedade e a condição fenomenológica do texto. Com este trabalho, pode-se perceber a relação existente entre criador e criatura, homem e arte. O resultado produzido, ou seja, a expressão artística no caso, o texto, terá marcas que tematizam os traços daquele que criou, e isso representa a mimésis, um reflexo da realidade na ficção.

 

Palavras-chave: arte, ficção, homem, realidade


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.