OS GÊNEROS DISCURSIVOS NO ENSINO DE LEITURA CRÍTICA EM LÍNGUA ESTRANGEIRA

  • Elaine de Castro UFMS

Resumo

Partindo da perspectiva de gêneros discursivos proposta pelo círculo bakhtiniano, a qual atribui à língua caráter interacional, sendo utilizada em situações localizadas histórico-socialmente e configurando sentidos na interação verbal entre seus participantes, e ainda, considerando o ensino e aprendizagem de Língua Estrangeira, mais especificamente de Língua Inglesa, em contexto escolar, este trabalho discute a proposta de ensino de línguas na Educação Básica de acordo com as premissas de documentos oficiais no que tange a aplicabilidade dos gêneros discursivos, sobretudo no ensino da habilidade leitora. Neste âmbito, os Parâmetros Curriculares Nacionais sugerem um trabalho com gêneros de modo a considerar aspectos de ordem linguística e discursiva ao longo de três etapas de leitura (pré-leitura, leitura e pós-leitura), envolvendo um processo de aquisição de conhecimentos sistêmicos e estruturais da língua, que abrange o conhecimento de mundo do aprendiz e culmina no desenvolvimento de sua criticidade e formação enquanto cidadão. Para tanto, visando traçar paralelo entre as etapas de leitura dos PCN e os níveis de análise de gêneros apresentados por Sobral (2009), este estudo apresenta uma proposta de atividade de Leitura Crítica via gênero discursivo ‘propaganda’ com o intuito de promover o engajamento do aprendiz naquilo que lê, por meio de um processo de leitura ativa e construtiva, indo além da interpretação de conteúdos estritamente textuais e atingindo o nível crítico de leitura. Deste modo, espera-se contribuir para a formação crítica do aprendiz e LI desde o Ensino Fundamental, bem como desenvolver um nível de leitura que possa promover sua capacidade discursiva.

Publicado
2021-02-24
Seção
ENSINO E APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS