PEDAGOGIA DOS MULTILETRAMENTOS

TEXTOS E ATIVIDADES DO LIVRO DIDÁTICO

  • Cynara Alves de Campos UEG

Resumo

Este artigo é uma reflexão sobre a pedagogia dos Multiletramentos a partir da análise de dois textos e das respectivas atividades de compreensão e interpretação do livro didático de Língua Portuguesa, do 8º ano, de William Cereja e Thereza Cochar, escolhido pelas escolas da rede pública estadual do município de Goiás – GO. As considerações são feitas com o objetivo de esclarecer sobre o que seja aluno alfabetizado e letrado, bem como, de ressaltar a importância do aluno ser o sujeito da construção do conhecimento, colocando-o como protagonista de seu processo de ensino e aprendizagem e, dessa forma, seja capaz de incorporar as práticas de leitura e escrita, construir significados e saber usá-las socialmente. A partir da análise dos textos dos gêneros entrevista e depoimento sobre tema recorrente no cotidiano dos alunos – preconceito racial - e de suas atividades de compreensão e interpretação, várias ponderações são feitas, considerando a forma em que são apresentados pelo livro didático e o papel do professor como criador de novas condições para aprendizagem significativa. No contexto híbrido de linguagens e culturas do livro didático emerge a importância deste estudo, pois permite, sob o abrigo das práticas pedagógicas dos Multiletramentos, problematizar a questão do ensino de leitura e interpretação nos livros didáticos, transcender a leitura tipográfica do texto e refletir sobre o processo de ensino e aprendizagem, sem, contudo, negar a importância do livro didático.  A metodologia de análise é qualitativa, de cunho descritivo, interpretativo e explanatório, porquanto promove reflexões sobre leitura e interpretação de textos propostos pelo livro didático e as práticas dos multiletramentos.

 

Palavras – chave: Multiletramentos. Livro Didático. Mundo Pós-Moderno.

Publicado
2021-02-22