ENSINO DE LÍNGUA ESPANHOLA EM CIDADES DE FRONTEIRA ENTRE BRASIL E ARGENTINA:

UM OLHAR PARA AS POSSIBILIDADES DE EDUCAÇÃO BILÍNGUE

  • Rosangela Kuspiosz Calliari UNICENTRO
  • Cibele Krause Lemke

Resumo

Este trabalho tem por objetivo apresentar um estudo, ainda em andamento, sobre  investigação relacionada às políticas linguísticas e a oferta do ensino de Língua Espanhola nas escolas estaduais paranaenses, após a revogação da Lei 11.161/2005, com enfoque principal nas escolas estaduais paranaenses das cidades que fazem fronteira com a Argentina, traçandoatravés de dados coletados junto à Secretaria de Educação do Paraná, um panorama do oferecimento desta língua no ano de 2020. No Estado do Paraná, além de Foz do Iguaçu, existem mais novecidades que fazem fronteira com a Argentina, pela proximidade com um país cuja língua oficial é a língua espanhola, as cidades fronteiriças, recebem influência do idioma com frequência, o que reforça a importância do ensino da língua espanhola a fim de fazer com que a comunicação entre as pessoas seja desenvolvida da maneira mais eficiente possível. A pesquisa se apoia em estudos deFerrari (2011),Krause-Lemke (2010), Sturza (2006). Trata-se, portanto, de uma investigação que coteja dados estatísticos oficiais com análise crítica pautada na produção científica da área.

Publicado
2021-02-22