Letramento e uso do Instrumentos Sociais na Síndrome de Down

  • Daiane Rodrigues de Almeida FEEVALE
  • Liasiane Machado Menegotto
  • Rosemari Lorenz Martins

Resumo

O conhecimento envolvido nas práticas de letramento constitui-se como base para o entendimento dos signos sociais, porém não se sabe sobre sua real utilização e relação com a autonomia da pessoa com Síndrome de Down (SD). Este estudo, de cunho qualitativo, proveniente de tese de doutorado, investiga a relação entre o nível de letramento e o uso dos instrumentos sociais, por uma jovem com SD, a partir de um programa de intervenção. Participa da pesquisa uma jovem de 22 anos de idade, com SD, sem co-morbidades e não alfabetizada. A participante foi avaliada em cinco encontros. Foram informantes a mãe e a avó com entrevista pré e pós avaliação, além de aplicação de questionário semiestruturado pós-avaliação. Foram observadas suas habilidades de leitura e escrita, conhecimento de números, nível de letramento, uso dos instrumentos sociais com saídas de campo. A jovem com SD demonstra baixo nível de letramento, conhecimento de letras e números em nível infantil e pouca autonomia para a realização de atividades cotidianas. A participante vem sendo exposta a um programa de intervenção, com vistas ao uso dos instrumentos sociais, divididos em três eixos: uso do telefone, uso de dinheiro e signos sociais, a família participa, concomitantemente, de um programa de literacia familiar.

Publicado
2021-02-22