ADAPTAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA/ADICIONAL NO CONTEXTO DE ESCOLA PRIVADA COM SISTEMA APOSTILADO

  • Thais Cunha Barreto Universidade Estadual de Londrina
  • Juliano Brambilla Neri Universidade Estadual de Londrina
  • Valdirene Zorzo-Veloso

Resumo

O presente artigo visa destacar concepções de material didático (MD) presentes na literatura disponível, bem como apresentar a importância de sua adaptação a fim de que se tenha um processo de adoção de forma mais consciente e que beneficie o ensino e aprendizagem de língua estrangeira/adicional (LE/A). Dentre as acepções de MD, tomamos os pressupostos de Tomlinson (2001), Salas (2002) e Vilaça (2009) que são abrangentes e, em suma, tomam o MD como sendo qualquer coisa empregada por professores e alunos para facilitar a aprendizagem. Para tratar da produção de material, nos embasamos nas etapas apresentadas por Leffa (2007): 1) análise, 2) desenvolvimento e 3) implementação e 4) avaliação, devendo essas fases se renovarem de forma cíclica. No tocante à adaptação de MD, nos pautamos em Tomlinson e Masuhara (2005) que trazem a adaptação como uma forma de tornar o material existente mais apropriado aos alunos, professores em um dado contexto. Assim, apresentamos o resultado de uma atividade de verificação de contexto de adoção, adaptação e produção de MD realizada no contexto de ensino de LE/A em escola privada que adota um sistema apostilado. Verificamos que é de suma importância que o professor possa promover o estreitamento entre teoria e prática educacionais, sem esquecer que precisa conhecer o seu aluno, bem como o contexto de trabalho, o objetivo da aprendizagem, os recursos disponíveis, a metodologia e os instrumentos e formas de avaliação. Caberá ao educador reavaliar constantemente a sua prática a fim de tornar a interação entre professor e aluno mais profícua dado o material selecionado, adotado.

Palavras-chave: Processo de adoção de material didático. Adaptação de material didático. Língua Estrangeira/Adicional. Sistema apostilado de ensino.

Publicado
2021-02-22
Seção
ENSINO E APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS