LETRAMENTO EMERGENTE E LITERATURA INFANTIL

Práticas pedagógicas que contribuem para o protagonismo infantil

Resumo

Muito antes da escolarização formal, as crianças adquirem conhecimentos sobre o mundo letrado, sobre aspectos da linguagem oral e escrita. Nesse contexto, esta pesquisa tem como objetivo verificar em que medida atividades com textos literários contribuem para o letramento emergente das crianças por meio da aplicação da escala de letramento emergente desenvolvida por possuem Saint-Laurent, Giasson e Couture (1998). As atividades foram desenvolvidas em um projeto que envolve leitura compartilhada, que é uma estratégia utilizada para o desenvolvimento de habilidades ligadas ao letramento emergente, criado por Whitehurst (1998). Para o desenvolvimento da pesquisa, primeiramente, foi aplicada a escala de letramento emergente aos participantes, com o intuito de verificar quais os conhecimentos que já tinham acerca do mundo letrado. Em seguida, foram desenvolvidos momentos de leitura mediada de livros infantis e, por fim, foram analisadas s atividades realizadas pelos alunos, com o intuito de verificar se apresentavam evolução em relação aos resultados obtidos com a aplicação da escala de letramento emergente. Resultados preliminares indicam que alunos que possuíam  habilidades de linguagem oral mais consolidadas ampliaram seu vocabulário, melhoraram suas construções narrativas, demonstraram grande interesse pelas propostas de leitura mediada, passaram de ouvintes para contadores de histórias e adquiriram conhecimentos sobre o mundo da escrita.

Biografia do Autor

Jéssica Maís Antunes, Feevale/Mestranda

Graduada em Pedagogia Licenciatura Plena pela Universidade Federal do Pampa (2014), Especialista em Mídias na Educação pela Universidade Federal de Pelotas (2016) e aluna do curso de Mestrado Profissional em Letras da Universidade Feevale. Atualmente é professora da educação infantil no município de Campo Bom/RS.

Publicado
2021-02-27