Marcas de interculturalidade no ensino de língua inglesa no período de pandemia

Resumo

A pandemia de covid-19 afetou o planejamento de implementação do documento curricular do estado de Goiás (DC-GO), previsto para o primeiro semestre de 2020, e suspendeu o regime de aulas presenciais nas escolas por todo o país. O cronograma para a formação dos professores da educação básica, em Goiás, foi interrompido e apenas uma parcela desses professores pode participar dos momentos dedicados ao estudo, discussão do documento e formas de elaboração das atividades a partir de seus eixos norteadores. Assim,  este artigo é fruto de uma pesquisa que objetiva investigar os discursos dos professores acerca da utilização dos eixos do DC-GO Ampliado na elaboração de suas atividades pedagógicas desenvolvidas durante o regime de aulas não presenciais. O arcabouço teórico deste artigo é pautado nos estudos sobre educação multicultural (HURST, 2006) e interculturalidade (BARBOSA, 2009), além de do próprio DC-GO Ampliado. A metodologia é pautada na abordagem qualitativa (DENZIN e LINCON, 2006)  para análise dos questionários (GIL, 1999) dos professores participantes da pesquisa. O discurso dos professores nos mostra que do Ensino Intercultural a maioria dos professores consideram que o desenvolvimento de uma competência comunicativa intercultural em LI seja importante em uma comunidade global possibilitando assim ao aluno trocas culturais que se integram com o desenvolvimento linguístico promovendo assim práticas de cidadania.

Biografia do Autor

Alcides Hermes Thereza, Universidade Estadual de Goias
Docente do Ensino Superior no curso de Letras Português/Inglês
Publicado
2021-02-22